Nossa Homenagem da PADA para LAILSON DE HOLANDA(1952 —2021)

Divulgue nas mídias sociais

O dia 26 outubro de 2021 foi e será um dia triste para os fãs, e nós PADA, admiradores e de Lailson de Holnada Cavalcanti, que veio a falecer nesse dia. Após ter melhoras em seu quadro respiratório, ele apresentou uma piora nas funções renais no último final de semana. Ele não havia tomado às duas doses da vacina para a Covid-19.

O sepultamento aconteceu na terça (26), às 16h, no Memorial Guararapes.

Antes de fala de suas conquistas, sua maior conquista foi nossos corações, e essa conquista que começava com o bom humor e a simpatia que transmitia em suas obras. Os que o conheciam pessoalmente confirmavam a sinceridade do autor em sua obra.

Foi desta forma com simpatia, muita sinceridade que Lailson foi para nós da PADA um mestre e incentivador que mudou nossa visão de produção nos quadrinhos. Ele escreveu o prefácio da nossa primeira edição da Prismarte nos anos 90. Esteve na abertura com palestra de quadrinhos, no que foi a primeiro evento de quadrinhos realizado em PE, organizado na Biblioteca Pública Castelo Branco (no centro do Recife – próximo ao Parque 13 e maio) e que depois foi repetido na Biblioteca Central da UFPE, onde também esteve presente palestrando. Lailson foi um dos irresponsáveis por mostrar o jovem grupo PADA para Pernambuco, em uma edição especial do Suplemento Cultural, publicação do Diário Oficial de PE, onde ele era diretor, nos anos de 1990. Já em 2004, em um evento criado pela PADA, para incentivar os quadrinhos em Pernambuco, criamos o Troféu Melhores da Prismarte, onde na categoria Honra ao Mérito, reconhecemos seus esforços voltados para incentivar os quadrinhos em PE.

Lailson de Holanda Cavalcanti foi um dos mais notórios humoristas gráficos brasileiros, atuando não só como artista, mas também como curador e pesquisador.

Já adaptou clássicos da literatura brasileira e portuguesa para os quadrinhos. Em Pernambuco, foi um dos fundadores do Papa-Figo, além de ter publicado charges no Diário de Pernambuco.

Também trabalhou em títulos como O Pasquim e a edição brasileira da revista Mad, sendo vencedor de prêmios importantes, como o Salão Internacional do Humor de Piracicaba e cinco HQMix por seu trabalho como curador. Na música, foi responsável, ao lado de Lula Côrtes, pelo disco Satwa, lenda da música psicodélica pernambucana.

Foi responsável pelo ainda maior evento de quadrinhos em Pernambuco, o FIHQ-PE (Festival de Internacional de Historia em Quadrinhos em PE) que acontecem de 1999 até 2004, onde varias como Will Eisner, Jerry Robinson, Don Rosa, Daryl Cagle, Jano, Stephane Heué, Hughes Henri, Edith Grattery, Juan Garcia Cerrada, Kazo Kanala, Nando, Megumu Ishiguro, António Antunes, Zélio Alves Pinto, Angeli, Laerte, Sônia Luyten, Jal, Dil Márcio e outros.

Muito a o que se fala de Lailson, do ponto de vista profissional e pessoal, mas aqui, em linhas de texto.
Mas visite o site deste mestre da ilustração, charge e quadrinhos nesse link: https://www.lailson.com.br/



HOMENGAM DA PADA A LAILSON

Ele foi um grande incentivador. Apresentou-se pessoas, apoiou-nos e deu direção para nossa produção de quadrinhos.
José Valcir – roteirista e quadrinhistas

Graças a ele e seus projetos como a Acape (Associação dos cartunistas de Pernambucos) e o Fihq-PE (Festival internacional de Humor e Quadrinhos de Pernambuci) muitos cartunistas aspirantes, eu entre eles, puderam se profissionalizar e galgar espaço na área em uma época onde a informação não era tão acessível.
Sua generosidade em difundir o conhecimento e abrir portas serão sempre lembrados, assim como o seu trabalho que é imortal. Rafael Anderson – Ilustrador e quadrinhista




Você pode gostar...