VIÚVA NEUSA, por Luciano Félix, coleção Quadrel, na Catarse

Comentar as obras de LUCIANO FÉLIX é uma satisfação, dá mesma forma que para outros autores que tem essa paixão por contar histórias e fazer rir. Ele no seu bom humor, que está na sua alma artística(que conhecê-lo assina o que eu digo), criou uma série de histórias que com poesia de cordel,  humor e regionalismo, que traz os super-heróis para cultura nordestina, que está mais uma vez a Catase (https://www.catarse.me/).

Batizado de QUADREL, o selo que abrange a coleção de heróis nordetinizados, que tem o HOMEM DE BARRO, MATUTÃO AMÉRICO e THORBIAS, em cordel. Mas agora é a vez da VIÚVA NEUSA.

Se desejar financiar acesse: https://www.catarse.me/viuvaneusa

Seguindo a diagramação das edições anteriores da coleção, que mescla cordel e quadrinhos, VIUVA NEUSA, conta sua história desde a infância, e os bullyings as voltas com seus cabelo ruivos(semelhança com a Viúva Negra).

Interessante, é que o entretenimento, nos faz perceber que a cultura do nordestina cria uma adaptação, mesmo com humor, que retrata como seria a personagem no nordeste. Em outras palavras, o personagem é fruto do meio.

Nesse novo financiamento coletivo, é possível nas opções de financiamento, adquirir as outras edições e completar a coleção.

As publicações do QUADREL recontam as histórias dos heróis da Marvel com a simplicidade das poesias de cordel, com desenhos diferentes do traço do autor, emulando os grafismos da xilogravura, porém com bastante cores e alguns efeitos digitais. O formato é 14x21cm, em miolo offset 90g e capa Couché fosco 250g.

LUCIANO FÉLIX NA PADA/PRISMARTE

Sendo um dos mais premiados e versáteis e criativos quadrinhistas e ilustradores de Pernambuco. Sua primeira colaboração para PRISMARTE, foi com O HOMEM SUPER (PRISMARTE #11) e foi um super-sucesso de vendas, anos depois foi com BATMORCEGO (PRISMARTE #24) que depois foi lançado em alguns com o títulos e WANDER – PUBERDADE AINDA QUE TARDIA 1, 2, 3. Em 2004 desenhou CLONES, CONTRABANDISTA E OUTRAS COISAS DESAGRADÁVEIS, dá série AMARO CAMARAJIPE, escrita por MARCELO SCHIMITZ, publicada na PRISMARTE #37. Já foi duas vezes considerado o MELHOR DESENHISTA nos prêmio MELHORES DA PRISMARTE, uma dela pela obra cita acima CLONES, CONTRABANDISTA E OUTRAS COISAS DESAGRADÁVEIS em 2005. Em 2006 está na edição especial 12 HORAS DE QUADRINHOS, na PRISMARTE #49, o qual foi primeiro lugar com TÉO PINHEIRO no evento de 12 horas produzindo uma hq, e a história foi “12 HORAS DE VIOLÊNCIA!“. Ainda em 2006, desenhou sobre o roteiro de LEONARDO SANTANA, a hq ALÉM DA PALAVRAS, da série CRÂNIO de FRANCENILDO SENA.  Quando esteve integrando a PADA foi o criado deste que é hoje a nova logo e fez a vinheta em 3D da mesma.

Só citei algumas participações de LUCIANO FÉLIX na PADA/Prismarte mais marcantes, mas teve muito mais. Por isso suas obra são imperdíveis para quem gosta de uma boa arte e tem um bom humor.

Para acompanhar os drops do Quadrel acesse @quadrelcomics no Instagram ou fale com o autor pelo e-mail lucianofelix2@gmail.com

É humor garantido na leitura, na releitura e na ré, ré, ré leitura!

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *