Homenagem a Libório Melo, Ilustração, literatura e quadrinhos

Divulgue-nos nas redes sociais!

No dia 30 de Janeiro, foi o dia do Quadrinhos Brasileiro, mas também foi um dia triste para os quadrinhos em Pernambuco, onde tivemos a perda de Libório Melo que faleceu nesse mesmo dia.

Libório foi ilustrador, chargista e caricaturista de longas datas com passagens pelo Diário da Noite, Jornal do Commercio e por algumas das melhores agências de publicidade de Pernambuco e  trabalhou durante anos na Secretaria de Imprensa do Sindicato dos Bancários/PE. Também já foi premiado como melhor caricaturista no Salão de Humor de Pernambuco e participou ativamente do Movimento de Quadrinhos Brasileiros entre os anos 70 e início dos anos 90.

Sua obra mais recente, foi uma grande sacada, com Paulo Santos, escritor da consagrada obra A Noiva da Revolução, numa coleção PernambuKids, que entre outros, destaco o Belinha na Revolução de 1817, que faz parte de outros livros por ele ilustrado nos seu estilo que caiu muito bem para obras infantil.

Na última Feira Asgardiana (Recife-PE), em 2019, lá estava Libório com essa coleção PernambuKids, e outras obras com sua participação, que mostrava seu engajamento em continua produzindo entretenimento e ainda mais educativo.

Em 2012 Milson Marins e José Valcir foram até o Sindicato dos Bancários e entrevistaram Libório Melo em vídeo, onde registrou sua trajetória, com temas polêmicos, que foi aqui publicado.

Entrevista com Libório, a geração 70 dos quadrinhos pernambucanos – 1ª parte

Entrevista com Libório, um artista da geração 70 – 2ª é ultima parte

Aqui deixo nossa despedida a Libório Melo, que foi, é, porque cumpriu seu legado, um dos nomes, que após os anos 40, com o sucesso de Péricles de Andrade, criador do Amigo da Onça, não deixaram o hiato e fizeram o nome de Pernambuco voltar a contribuir nos quadrinhos nacional.

Adeus Libório.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *