Uma versão jogável dos quadrinhos de Moebius

Sable foi um dos jogos indies mais interessantes da E3 2018, por mostrar um visual completamente novo e inovador. Se algum dia você sonhou em jogar em um dos quadrinhos do saudoso mestre dos quadrinhos Moebius (Jean Giraud), Sable é o mais próximo que você vai chegar. No jogo você vive a jovem garota Sable, e pode explorar monumentos, antigas ruínas e naves caídas em Jakku um planeta alienígena em sua em hoverbike, que mais parece saída de Star Wars: O Despertar da Força.

O game é uma criação do estúdio inglês Shedworks, e os designers do jogo Gregorios Kythreotis e Daniel Fineberg contaram no palco do PC Gaming Show da E3 que se inspiraram em quadrinhos franceses e belgas e também em animações japonesas, citando nominalmente os filmes do Studio Ghibli feitos por outro mestre, Hayao Miyazaki. Vendo o trailer do game para a E3, me lembro das preciosidades O Castelo No Céu ou Nausicaä do Vale do Vento.

Esse não o primeiro material de Sable a ser divulgado, mas sem dúvida é o mais impressionante, já que os GIFs animados do processo de desenvolvimento só nos davam um gostinho de como seria o estilo visual do game, ainda que já deixassem nós fãs de Moebius com água na boca.

Nas palavras de Fineberg: “Sable é um jogo de mundo aberto para a exploração do deserto… Não é um jogo de combate, ou feito para subir de nível, é um jogo sobre solidão, um jogo sobre exploração. Enquanto você explora o mundo, vai aprendendo mais sobre a cultura dos seus habitantes.”

Sable se aproxima de um vilarejo que fica em antigas ruínas

O curioso é que a maioria dos sites que comentaram sobre Sable nem citaram o trabalho de Jean Giraud, mas a influência é clara e precisa, como os traços do artista francês. Outro dia mesmo, Kythreotis postou no perfil do Twitter uma das suas novas aquisições, a graphic novel autobiográfica Inside Moebius: Parte I, na qual o artista interage com algumas de suas criações mais famosas. Reconhecendo outra de suas influências, há quase um ano atrás ele citou Akira como uma das referências usadas na criação da hoverbike de Sable.

Sable chegando perto de uma torre no deserto

A trilha sonora é assinada por Michelle Zauner, mais conhecida como Japanese Breakfast, e funciona muito bem com esse tipo de visual, como podemos ver no trailer do jogo. Infelizmente Sable ainda vai demorar, e só deve sair em 2019.

Saiba mais sobre o game na Shedworks e na Raw Fury.

Sable vai ser distribuído pela Raw Fury, que também apresentou no PC Gaming Show da E3 o jogo Night Call, com um estilo noir bem interessante, ainda que completamente diferente, veja o trailer abaixo.

Fonte: Meio Bit

Você pode gostar...

Deixe uma resposta