Os Piratas do Tietê, de Laerte, será adaptada para os cinemas

A animação A Cidade dos Piratas será comandada por Otto Guerra, diretor de Até Que A Sbórnia Nos Separe.

Criados em 1983, os Piratas do Tietê vão invadir as telonas. Baseado na obra da cartunista Laerte, o filme A Cidade dos Piratas, de Otto Guerra (Até que a Sbornia Nos Separe), em desenvolvimento há mais de 20 anos, finalmente verá a luz do dia. A distribuição ficará a cargo da Vitrine Filmes e a animação deve ser concluída até o término do próximo mês de março (via Variety).

É um desenho animado para crianças. Mas crianças espertas“, ressalta o realizador, em entrevista ao Uol. O projeto deve levar toda a irreverências dos sádicos e divertidos piratas, que navegam a extensão do Tietê, mais famoso rio da cidade de São Paulo, buscando vítimas para saquear ou para, simplesmente, torturar. Na visão de Guerra, os personagens de Laerte, alguns dos mais famosos das cartunistas, são figuras perfeitas para realizar um contraponto histórico à realidade política e social do Brasil.

Mas esta não é a única linha narrativa de A Cidade dos Piratas: decidido a incorporar e a abraçar as dificuldades encontradas durante a fase de desenvolvimento do projeto, o diretor inseriu uma trama paralela no roteiro. Assim, além das aventuras dos piratas, a própria Laerte torna-se personagem do longa, interpretando o papel da autora que deseja impedir a produção de A Cidade dos Piratas – no início dos anos 90, Laerte realmente chegou a renegar seus personagens, logo após sua mudança de gênero. Segundo Guerra, o filme é um documentário animado que mistura ficção e realidade.

Descrito como uma história non-sense, única e universal ao mesmo tempo, A Cidade dos Piratas ainda não tem previsão de estreia.

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *