Há 40 anos, histórias em quadrinhos ganhavam ‘Pelezinho’

Divulgue-nos nas redes sociais!


Foi durante um voo partindo de Roma, na Itália, que dois dos brasileiros mais famosos nos anos 1970, cuja fama ultrapassava até as fronteiras nacionais, tiveram a chance de conversar e bolar o que naquele momento parecia uma grande loucura. Um personagem de quadrinhos inspirado em um jogador de futebol. Talvez fosse mesmo loucura se de um lado não estivesse Pelé, o “atleta do século”, e do outro Mauricio de Sousa, o “pai” da Turma da Mônica.

A parceria entre Pelé e Mauricio de Sousa teve vida longa. De agosto de 1977 até dezembro de 1986, sendo que Pelezinho chegou a reaparecer em 1990 – como parte dos festejos de 50 anos do Rei do Futebol – e em 2012.

A data do encontrou aéreo que serviu de pontapé inicial perdeu-se na memória dos protagonistas, mas a história ainda arranca emoção.

“O primeiro personagem de sucesso de um astro de futebol no mundo foi o Pelezinho. Depois houve algumas outras propostas, muito fracas, que não duraram muito tempo. Pelezinho realmente foi o mais longevo. Fico feliz com isso, e o Pelezinho é um dos meus troféus”, disse Mauricio, em reportagem para o ESPN.com.br.

“Eu agradeço ao Mauricio por ter me convencido a fazer esse  projeto do Pelezinho com ele. Porque isso fez com que eu tivesse um contato direto com as crianças e as novas gerações”, acrescentou Pelé para a reportagem.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *