Há 40 anos, histórias em quadrinhos ganhavam ‘Pelezinho’


Foi durante um voo partindo de Roma, na Itália, que dois dos brasileiros mais famosos nos anos 1970, cuja fama ultrapassava até as fronteiras nacionais, tiveram a chance de conversar e bolar o que naquele momento parecia uma grande loucura. Um personagem de quadrinhos inspirado em um jogador de futebol. Talvez fosse mesmo loucura se de um lado não estivesse Pelé, o “atleta do século”, e do outro Mauricio de Sousa, o “pai” da Turma da Mônica.

A parceria entre Pelé e Mauricio de Sousa teve vida longa. De agosto de 1977 até dezembro de 1986, sendo que Pelezinho chegou a reaparecer em 1990 – como parte dos festejos de 50 anos do Rei do Futebol – e em 2012.

A data do encontrou aéreo que serviu de pontapé inicial perdeu-se na memória dos protagonistas, mas a história ainda arranca emoção.

“O primeiro personagem de sucesso de um astro de futebol no mundo foi o Pelezinho. Depois houve algumas outras propostas, muito fracas, que não duraram muito tempo. Pelezinho realmente foi o mais longevo. Fico feliz com isso, e o Pelezinho é um dos meus troféus”, disse Mauricio, em reportagem para o ESPN.com.br.

“Eu agradeço ao Mauricio por ter me convencido a fazer esse  projeto do Pelezinho com ele. Porque isso fez com que eu tivesse um contato direto com as crianças e as novas gerações”, acrescentou Pelé para a reportagem.

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *