História em quadrinhos retrata aspectos culturais de Casimiro de Abreu

A cultura indígena, a biodiversidade e o mico-leão-dourado, atributos do município de Casimiro de Abreu, no interior do Rio, serão eternizados na literatura de quadrinhos. A cidade serve de cenário e enredo para a criação do roteirista, Léo Andrade, responsável pelo projeto “A lenda de Bóia”. Ele, que também é morador do município, foi um dos selecionados para participar do Comic Con Experience, o segundo maior evento de quadrinhos do mundo, que acontecerá em São Paulo entre os dias 1 e 4 de dezembro, e deve reunir cerca de 180 mil pessoas.

boiaAs aventuras da “A lenda de Bóia” têm como cenário as belezas da Serra, em Casimiro de Abreu. Elas remetem à época da chegada do Império no Brasil e mostra o conflito entre as tribos indígenas. Bóia, o personagem principal de apenas 10 anos, é da tribo dos Sururus. Nas batalhas, leva com ele o mascote, o mico-leão-dourado, chamado de Kugo. Nas histórias, eles tentam quebrar uma maldição para salvar a tribo que pertencem. Assim, passam por diversas situações na mata.

Para conseguir expor o trabalho no evento, Léo Andrade competiu com 10 mil inscritos de todo o Brasil e ficou entre os 300 selecionados. Eles estarão no Artist’s Alley, estande destinado apenas aos artistas profissionais. O link de participação pode ser conferido pelo site www.ccxp.com.br/experiencias/artists-alley/artist/?AA=Monstrosamar. “Desde criança, aprendi a desenhar sozinho. Nunca desisti deste meu sonho e ser selecionado mostrou que eu e meus parceiros estamos no caminho certo.  Isso revigora nossas energias para prosseguir”, disse.

A revista, que terá aproximadamente 36 páginas, aborda uma cultura muitas vezes esquecida nos quadrinhos: a indígena. Todo o projeto começou a ser desenvolvido em 2010. No início, a ideia era fazer um filme no estilo animação. Entretanto, devido ao alto custo, foram escolhidos outros canais nas redes sociais. Em alguns deles, as visualizações dos vídeos chegam a 10 mil. Já a Fanpage, que funciona como espécie de revista eletrônica e é alimentada quase diariamente, possui quase 12 mil curtidas. “Agradeço aos meus amigos pela oportunidade, pois, toda a verba para impressão da revista e o custo da viagem foram custeados por eles”, completou Léo.

O processo de criação envolve várias técnicas e profissionais. Léo cria a história e os roteiros, desenha personagens e, em seguida, envia para um animador redesenhar na mesa digital. A originalidade do trabalho já rendeu ao roteirista algumas entrevistas em rádios indígenas pelo Brasil. “Acredito que depois desta participação no Comic Con Experience vamos conseguir o apoio de alguma editora para a publicação do trabalho. Não temos nada parecido com as nossas animações neste segmento de mercado. Planejamos, no próximo ano, produzir um curta animado, bem como livros para colorir. Para realizar este sonho tenho contado com diversos amigos e parceiros. Sem eles seria ainda mais difícil”.

Depois de São Paulo, Léo Andrade participa do Expocon Geek Cristão (XCGC), que acontecerá de 8 a 10 de dezembro, em Belo Horizonte.

A CIDADE – O município de Casimiro de Abreu conta com 35% do território coberto pela Mata Atlântica, abriga duas bacias hidrográficas importantes para a sustentabilidade de toda a região, bem como resguarda duas Reservas Biológicas Federais, Rebio Poço das Antas e Rebio União, habitat natural do mico-leão-dourado, espécie ameaçada de extinção e que só existe por aqui. O município ainda conta com seis Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN), que têm caráter perpétuo e garantem a preservação da Mata Atlântica.

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *