Maria Primeira série: 1978-1982 – Marca de Fantasia



Em 1978 saiu a primeira edição da revista Maria, de uma série de dez, que circularam entre 1978 e 1982. As revistas abordavam um tema em cada edição, com uma história sequencial, e algumas foram complementadas com tiras publicadas nos jornais diários. Esse método editorial seguia o empregado na revista Fradim, de Henfil, que era leitura preferencial na época. As revistas Maria foram vendidas em bancas de todo o estado, distribuídas por Garibaldi Cidadino, sendo que algumas foram também distribuídas em Recife, pelo distribuidor local.

De uma tiragem de mil exemplares, ao menos metade ia para a distribuição, sendo que se vendia em torno de uma centena. O que parece pouco, contudo era um grande feito para uma revista em preto e branco, de caráter político e que, na maioria das vezes tinha que disputar espaço com os títulos mais apelativos da indústria cultural, quando não era escondida por trás de outras revistas.

Aos poucos percebi que não seria esse o percurso a ser consolidado para Maria. Seu público não estaria, certamente, entre os consumidores das bancas de revistas, mas nos corredores das universidades, nas filas de espera de eventos culturais, nas feiras alternativas que surgiam e, sobretudo, de mão em mão, no contato direto com o leitor. Essa relação de proximidade interpessoal era a essência mesmo da personagem, que buscava no dia a dia o mote para suas reflexões.

Veja os detalhes de cada edição com sua contextualização história e baixe as cópias digitais a seguir.

H. Magalhães

[posts_carousel title=”NOTÍCIAS RELACIONADAS” category=”HQ NOTÍCIAS” items=”5″]




You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *